História - Crixás

Dados Históricos de Crixás do Tocantins

Sua povoação começou a partir da construção da rodovia Belém-Brasília, BR-153. Em 1958, chegou a primeira família, a dos Barbosa: João Barbosa, Joventino Barbosa, sua filha Cotinha Barbosa e Rubens Barbosa. Posteriormente chegaram Gerônimo Campos, João Rodrigues, Manoel Caiçara e Paulo Rodrigues da Silva. Em 1972, foi Construída a primeira escola de acordo ajuda dos pais de alunos. João Barbosa e Manoel Justino da Silva eram os professores e Luíza Madeira da Silva, organizaram as festas comemorativas. O primeiro veículo de transporte foi de Daniel, dono da borracharia. Os encontros religiosos eram feitos à sombra das mangueiras, até que uma igreja foi construída por Dona Cajubi Ramalho Lima, Dona Ivonete, Manoel Jacinto Nunes e outros moradores ansiosos para os festejos de Nossa Senhora Imaculados da Conceição, que se tornou a padroeira do lugar. A primeira missa foi rezada pelo Padre Ostevaldo que vinha de outro município. Dona Lurdes, pioneira da zona rural, doou um pouco de suas terras para que o povoado pudesse crescer, o que não foi do agrado de seu marido Sinézio. Em um belo dia, chegaram os agrimensores para medir e parcelar o terreno que era de propriedade do Estado. Conversaram com Sinézio e sua esposa convencendo-os sobre as vantagens da doação e a fazê-la de bom grado. Sabendo da decisão de Dona Lurdes e seu marido, João Barbosa foi a Gurupi e providenciou o loteamento de uma área deixando de fora o terreno anteriormente doado pelo casal, o que deu origem a desentendimentos; mas no final chegaram a um acordo. Desta forma, foi feito o loteamento ao qual deram o nome de Crixás. Seu primeiro prefeito eleito foi o Senhor José Luiz de Almeida. Seu nome faz alusão ao Rio Crixás. O complemento "do tocantins" foi adotado para diferenciar de Crixás, cidade de Goiás já existente na data de criação do município.
VOLTAR

EU CURTO A PREFEITURA DE CRIXÁS

Acompanhe as novidades de Crixás.

FALE COM A PREFEITURA

063 3352.1118

Acesse a lista